“Lourdes, tem duas grandes obsessões, dois problemas”

Durante esta semana eu tenho instalado em Sant Martí Empuries, o paraíso para o treino. Sozinha, sem filhos, sem marido e sem ninguém mais do que a minha sombra. Por quê? Precisava de estar sozinha, para buscar a tranquilidade e o equilíbrio tão necessários. Objetivo atingido. Estou tranquila e serena, treinando cada dia e aproveitando estes treinos comigo mesma. Provando que e quando comer na bicicleta, como hidratarme etc. Tomando nota de tudo o que sinto para os treinadores, olhando para definir todos os detalhes.

Ontem eu tive o skype com Phil. Chegou o primeiro talão de orelhas:

“Lourdes, tenho de dizer-te duas coisas que hás de mudar.

1.- Você está obcecada com a comida

2.- Você está muito atento aos treinos dos outros.

Você tem que confiar em si mesmo, você está indo muito bem, mas se limitar com essas duas obsessões. Claro que você pode comer em menor quantidade, mas se você realmente come pão e como dizes confinamentos um quilo e meio, em um dia, é que você é alérgica ao pão. Deixa de obsesionarte com a comida, se limitar tu sozinha. Acho que os treinos de outras pessoas e crianças, além de se não sabia, quase todo mundo se encontra e eu diria que em geral estão em overtraining”.

Wow!!! Sentadita, bem sentadita eu fiquei na cadeira.

correr-lourdesQue me dissesse estas duas orientações nada mais começar o Skype me deixou já de todo tranquila. Sim, eu reconheci obcecada com a comida e com os treinos, que levam a maioria das pessoas, tão diferentes que eu tenho, que me fazem duvidar.

Ontem eu confessei a Phil que não acreditava em Deus, mas que acreditaria nele. (Muitas risadas, rimos muito). Que pare de duvidar e simplesmente me deixaria levar pelos resultados e sensações dos treinos. São bons, muito bons, mas a mim me custa creérmelos. Sempre estou duvidando. É assim, ainda que a partir de agora, deixarei as dúvidas na gaveta de “acreditar em mim mesma”. Simplesmente me deixarei levar pelo trabalho realizado. Isso sim que eu não duvido, eu faço, eu faço disciplinadamente e sobre tudo que eu gosto muito.

Nove perguntas tinha na minha lista para serem respondidas. Mas nos concentramos na primeira.

A primeira era se podia competir em meio Ironman no dia 17 de maio em Madrid, Barcelona. É um teste que fiz três vezes e que pode me dar essa confiança que tanto anseio. Conheço muito bem e sei que, se o resultado é bom me dar “asas”. Phil ficou alguns instantes em silêncio, pensativo e fazendo suas contas, “duas semanas de tapering, competimos e duas semanas de recuperação, e nós temos dois meses até Zurich, nos resta muito tempo .”

Eu adorei e fiquei surpreso ao ouvi-lo, mas a essas alturas eu não deveria surpreender. “Muitos atletas pensam que as competições são de treinos e não querem perder tempo em fazer um bom tapering duas semanas antes e uma boa recuperação, duas semanas depois. No momento, falaremos de como hás de fazer, mas tenha em conta que reduzirá em até 70% sua atividade atual e o tempo de recuperação vai construindo o trabalho pouco a pouco, no prazo de duas semanas até chegar às horas reais de trabalho” Atualmente são 13 horas e aumentarão até 15 horas durante as próximas três semanas.

Quero agradecer a Phil a paciência que tem comigo e como está me levando à distância, falar com ele, me ajuda a colocar todas as peças em seu site e continuar a dar os passos necessários para a frente.

#roadtoIMZurich

Thank you Phil

Leave a Reply