Tênis de corrida com luzes do diodo emissor de luz

Por Vicente Capitão

Hoje no nosso blog de material de Sport Life testamos as Puma Faas 600 v2 Night Cat. Tivemos em nossas mãos, melhor dito em nossos pés, esta nova “jóia da coroa” da Puma, sob a bandeira da coleção Night Cat, ou seja, produtos com brilho reflexivo de alto alcance para treinar à noite, a certeza de ser vistos. Em relação à reflectividade das sapatilhas só podemos dizer que é simplesmente alucinante, ganha um brilho brutal a muitos metros de distância e sob a noite fechada, no momento de ser iluminados com qualquer foco (moto, carro, lanterna…) é dizer, seguros, vamos ir. Levam o mesmo em ambos os lados com o emblema da marca e na parte traseira envolvendo todo o calcanhar. Também tem um par de detalhes aos encaixes dos cabos para somar a sua reflectividade 360º. Mas se de luminosidade falamos, a originalidade destas sapatilhas, que nos deixou perplexos ao abrir a caixa das mesmas, é que levam um buraco na língua, para inserir dois potentes luzes de led, uma em cada pé, que permite com um simples clique sobre as mesmas levar uma luz azul fixa ou intermitente, de acordo com o gosto do usuário. Para alimentar as mesmas, ambas levam uma entrada usb para que as recarregar a partir de qualquer computador ou tomada preparado para entrada usb para carregamento. É claro, que se você é corredor urbano, por áreas bem iluminadas, as luzes são mais um elemento decorativo ou de hesite com os amigos, mas para aqueles que adentram a noite profunda, me vem à mente os que se atrevem a sair a correr, com frente para o campo ou em áreas industriais… a verdade é que as luzes tornam-se um acréscimo de grande utilidade nos tênis.

Puma_FAAS_Faas-600v2_NightCat_Powered-187408_01
Vamos agora com suas características de chinelo, sem mais. Eu vos diria que me surpreendeu agradavelmente a sua comodidade, nada mais calzarlas, são muito bem-vindos em cada passo, e com muito boa resposta de amortecimento. A marca alemã fala de um conceito minimalista, em que sobressai um canal em toda a meia sola e entressola que vai desde o calcanhar para a frente e que facilita uma pisada mais natural. Agora, se correis por campo ou área de parque com pedras, o canal por ser muito profundo, faz com que fiquem encaixadas muitas pequenas pedras, algumas não tão pequenas, que podem chegar a incomodar, em seguida, tocar em zonas de asfalto, o barulho mais do que qualquer coisa em cada toque. E também, acho que as que recebem até o fundo, poderiam danificar o sistema de amortecimento da meia-sola, mas esta é uma suposição.
Diante disso, e apesar de nos encontramos correndo pelo campo, até mesmo a ritmos rápidos de 3:20/3:30 km, está claro que o desenho da sola externa, e por suas características gerais, estamos diante de uma sapatilha ideal para dar típico e retro no asfalto e na pista. Não obstante, a sola exterior é tratada com a tecnologia EverTrack, um sistema antiabrasão para melhorar a durabilidade.
O interior é formado por um foam de malha que se favorece a ventilação e, além disso, se ajusta muito bem à largura de cada pé.
Apesar de estar dentro da linha minimalista a encontramos bastante estável, mas falamos de um verificador de fino, de 60 kg, e é provável que para as pessoas muito pesada, essa estabilidade prejuízo. Tem um drop de 8mm (diferença de altura entre o calcanhar e a ponta dos dedos) e o que procure um modelo similar mais “petite” tem de sair das Faas 300. Em qualquer caso, estamos perante um modelo ideal para competir para a maioria da população corrida, tanto por sua saída em cada pedalada, e por sua grande leveza (275 gr)
Uma última coisa, se você tiver crianças no ambiente familiar, desde logo, que com estes chinelos, além de devorar quilômetros a gosto, fareis alucinar a vossos filhos cada vez que accionéis as luzes de led, o que, por certo, com cada carga tivesse um monte de exercícios seguidos sem precisar recargalas

Preço: 130 euros
www.puma.com

Leave a Reply